Pesquise algo no blog

sábado, 4 de janeiro de 2014

Usando TextView como você nunca "view" no Android

O tema abordado no post anterior foi a preparação do seu ambiente para iniciar o desenvolvimento de aplicativos com Android. Todos os passos foram detalhados e no final foi feito um teste da instalação para verificar se tudo fico correto, mas, não abordei um exemplo prático de uma aplicação Android e é este o tema do post hoje.

Considerando que você leu o post anterior e está pronto para codificar sua primeira aplicação Android, vamos lá.

Contexto da Aplicação Exemplo

Todos sabem que quando estamos iniciando os estudos de uma linguagem de programação nova, o exemplo clássico é o famoso Hello Word, que nada mais é do que um exemplo para escrever "Hello Word" na saída padrão de vídeo do seu computador.

A boa notícia é que o Android Developer Tools (ADT) criará para cada novo projeto Android um Hello Word automaticamente para nós.

Isso tem um lado positivo que é um teste prévio do seu ambiente de desenvolvimento, afinal, quando criamos um projeto novo para Android, já poderemos rodar este projeto no emulador ou em um dispositivo de hardware com o Android instalado (SmartPhones, Tablets, Celulares, etc.).

Já que nosso esforço para escrever o clássico Hello Word é zero, não iremos falar muito sobre ele, porém, iremos estudar o que foi gerado pelo ADT. Isso vai nos dar uma ótima idéia do ADT e da estrutura dos projetos Android.

Conhecendo a IDE Eclipse ADT Bundle


Ao carregar o Eclipse ADT Bundle e informar o nome do seu workspace a tela será semelhante ao mostrado na imagem abaixo. (PS.: É necessário fechar a tela de Boas Vindas ou Welcome).


Tela Padrão IDE Eclipse ADT Bundle
Para quem já está familiarizado com a IDE Eclipse, não terá dificuldade na identificação da tela padrão, apenas os números 4, 5 e 6 em destaque merecem um pouco de atenção por serem específicos do plugin ADT.

  1. Nesta região você irá localizar a lista de Projetos Android que foram criados no workspace ativo;
  2. Nesta região iremos codificar em Java os nossos programas;
  3. Nesta região encontramos a ferramenta do Eclipse outline, que é de grande ajuda para localizar métodos, atributos, etc., em um programa ativo na região 2;
  4. Nesta região temos os filtros personalizados do logcat, falarei em detalhes sobre como criar estes filtros em outro momento;
  5. Nesta região poderemos acompanhar o comportamento da nossa aplicação através de registros de logs criados por nós ou gerados de forma autônoma por um dispositivo Android físico ou virtual ativo no projeto e o último e muito importante
  6. Note que na barra de ferramentas temos dois ícones novos, o primeiro deles é utilizado para atualizar o ADT com novas versões do Android ou upgrade de versões instaladas além de ferramentas diversas, já o segundo ícone permite acessar a ferramenta para criação um dispositivo virtual como um tablet ou smartphone para testar o projeto em desenvolvimento.
Assista o vídeo abaixo com comentários adicionais e dicas sobre a estrutura de pastas de um projeto Android.


No próximo post irei detalhar como criar um projeto Android, personalizar um layout e alterar propriedade do componente TextView como tamanho de fonte, color, alinhamento, etc.

Deixem seus comentários que terei o maior prazer em responder.

Aplicativo Android do Blog

Instale o aplicativo do Blog e receba os feeds RSS dos posts das aulas.
Aplicativo do Blog Disponível para Download

sábado, 4 de janeiro de 2014

Usando TextView como você nunca "view" no Android

O tema abordado no post anterior foi a preparação do seu ambiente para iniciar o desenvolvimento de aplicativos com Android. Todos os passos foram detalhados e no final foi feito um teste da instalação para verificar se tudo fico correto, mas, não abordei um exemplo prático de uma aplicação Android e é este o tema do post hoje.

Considerando que você leu o post anterior e está pronto para codificar sua primeira aplicação Android, vamos lá.

Contexto da Aplicação Exemplo

Todos sabem que quando estamos iniciando os estudos de uma linguagem de programação nova, o exemplo clássico é o famoso Hello Word, que nada mais é do que um exemplo para escrever "Hello Word" na saída padrão de vídeo do seu computador.

A boa notícia é que o Android Developer Tools (ADT) criará para cada novo projeto Android um Hello Word automaticamente para nós.

Isso tem um lado positivo que é um teste prévio do seu ambiente de desenvolvimento, afinal, quando criamos um projeto novo para Android, já poderemos rodar este projeto no emulador ou em um dispositivo de hardware com o Android instalado (SmartPhones, Tablets, Celulares, etc.).

Já que nosso esforço para escrever o clássico Hello Word é zero, não iremos falar muito sobre ele, porém, iremos estudar o que foi gerado pelo ADT. Isso vai nos dar uma ótima idéia do ADT e da estrutura dos projetos Android.

Conhecendo a IDE Eclipse ADT Bundle


Ao carregar o Eclipse ADT Bundle e informar o nome do seu workspace a tela será semelhante ao mostrado na imagem abaixo. (PS.: É necessário fechar a tela de Boas Vindas ou Welcome).


Tela Padrão IDE Eclipse ADT Bundle
Para quem já está familiarizado com a IDE Eclipse, não terá dificuldade na identificação da tela padrão, apenas os números 4, 5 e 6 em destaque merecem um pouco de atenção por serem específicos do plugin ADT.

  1. Nesta região você irá localizar a lista de Projetos Android que foram criados no workspace ativo;
  2. Nesta região iremos codificar em Java os nossos programas;
  3. Nesta região encontramos a ferramenta do Eclipse outline, que é de grande ajuda para localizar métodos, atributos, etc., em um programa ativo na região 2;
  4. Nesta região temos os filtros personalizados do logcat, falarei em detalhes sobre como criar estes filtros em outro momento;
  5. Nesta região poderemos acompanhar o comportamento da nossa aplicação através de registros de logs criados por nós ou gerados de forma autônoma por um dispositivo Android físico ou virtual ativo no projeto e o último e muito importante
  6. Note que na barra de ferramentas temos dois ícones novos, o primeiro deles é utilizado para atualizar o ADT com novas versões do Android ou upgrade de versões instaladas além de ferramentas diversas, já o segundo ícone permite acessar a ferramenta para criação um dispositivo virtual como um tablet ou smartphone para testar o projeto em desenvolvimento.
Assista o vídeo abaixo com comentários adicionais e dicas sobre a estrutura de pastas de um projeto Android.


No próximo post irei detalhar como criar um projeto Android, personalizar um layout e alterar propriedade do componente TextView como tamanho de fonte, color, alinhamento, etc.

Deixem seus comentários que terei o maior prazer em responder.

Aplicativo Android do Blog

Instale o aplicativo do Blog e receba os feeds RSS dos posts das aulas.
Aplicativo do Blog Disponível para Download